quarta-feira, 9 de julho de 2014

De modo algum!

Deus-nosso-senhor criou uma língua universal, e é por isso que ninguém o leva a sério. Uma língua é uma utopia. Deus pode dar-se ao luxo de não ser bem sucedido: Dada também. É por isso que os críticos dizem: Dada é um luxo ou Dada está com o cio. Deus é um luxo ou Deus está com o cio. Quem tem razão: Deus, Dada ou o crítico?
- "Você desvia-se", diz-me um simpático leitor.
- Olhe que não, de modo algum! Só queria chegar à conclusão: subscrevam Dada, o único empréstimo que não dá lucro nenhum.

Tristan Tzara, Manifesto sobre o amor débil e o amor amargo.

Sem comentários:

Arquivo