domingo, 26 de outubro de 2014

Algumas "Notícias em Três Linhas", de Félix Fénéon

«Se o meu candidato perder, mato­‑me», declarara
o Sr. Bellavoine, de Fresquienne (Sena­‑Inferior). Matou­‑se
(Desp. part.).

***

O Sr. Scheid, de Dunquerque, disparou três vezes contra
a mulher. Como não conseguia acertar, apontou à sogra:
em cheio (Havas).


***

Apostara beber de enfiada quinze absintos, comendo
um quilo de vaca. Ao nono, Téophile Papin, de Ivry, caiu
redondo.

***

Louis Lamarre não tinha nem emprego, nem casa, mas
alguns tostões. Comprou, num merceeiro de Saint‑Denis,
um litro de petróleo, que bebeu.

***

Em Brest, por imprudência de um fumador, a menina Ledru,
toda de musselina, ficou com as coxas e os seios queimados
(Desp. part.).

***

Nas cercanias de Noisy‑sous‑École, o Sr. Louis Delillieau, de
70 anos, caiu morto: insolação. Rápido, o cão Fiel comeu‑lhe
a cabeça.

***

Radiante: «Podia ter tido mais!», exclamou o assassino
Lebret, condenado, em Rouen, a pena perpétua de trabalhos
forçados (Desp. part.).


Félix Fénéon, "Notícias em três linhas". Tradução de Manuel Resende.
Notícias número 17, 25, 116, 117, 149, 162 e 165.

Mais, muito mais, aqui.

Sem comentários:

Arquivo