quinta-feira, 14 de julho de 2016

A arte é sempre um mergulho no escuro. Às vezes a gente sai com um peixe formidável no bico. Às vezes, uma bota velha.

Sem comentários:

Arquivo