domingo, 15 de março de 2015

É mais isto

“Olhos, belos olhos, profundos e luminosos olhos.”
Não, não é de modo nenhum isso que quereis dar a entender. É mais isto: “Suave, ardente, aveludado sexo.”
A literatura é assim.

Francisco Tario, Equinócio.

Sem comentários:

Arquivo