Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Dezembro, 2015

O pássaro do Brasil

Pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pri-pru.

Fazer observações

- Ouvi, certa vez, falar de um homem - disse ele - que se tinha erguido no céu num balão para fazer observações; um homem de grande encanto pessoal mas com queda para a leitura de livros. Foram-lhe dando corda, até ter desaparecido por completo de todas as vistas, com ou sem telescópio, e depois deram-lhe mais dezasseis quilómetros de corda para terem a certeza de que as suas observações eram de grande categoria. Quando o limite de tempo para as observações terminou, voltaram a puxar o balão, mas eis que não existia homem algum no saco e o seu cadáver nunca foi encontrado, jazendo vivo ou morto em qualquer freguesia.
(...)
- Mas tiveram a inteligência de voltar a enviar o balão, passados quinze dias, e, quando o puxaram de novo, eis que o homem estava sentado dentro do cesto, sem um fio de cabelo fora do lugar, se é que posso acreditar nas minhas informações.

Flann O'Brien, O terceiro polícia. Tradução de Rita Carvalho e Guerra.

Óculos sujos e embaciados

O que é pior do que um calo no pé? Eu respondo: óculos sujos e embaciados. Pode correr-se o universo inteiro que não se encontrará coisa pior.
Quando os óculos se acham sujos e embaciados, os homens, o mundo, os homens, enfim, o mundo, surgem sob um ângulo inteiramente novo, muito mais autêntico, muito mais verdadeiro. Os óculos sujos e embaciados apresentam a vida na sua mais repugnante vividez. É a verdade das coisas, aguda e penetrante, que se revela em toda a sua amplitude, até aos mais ínfimos pormenores.
Ora, nem eu – irremediável caixa de óculos – nem ninguém se agrada destas tristes extravagâncias. Ver as coisas tal como elas são não é uma brincadeira. Ver as coisas tal como elas são é uma tortura insuportável. Esta é a razão pela qual todas as pessoas que usam óculos se esforçam por mantê-los com as lentes muito bem limpas. Assim, tudo continua no seu devido lugar. E continua muito bem.
Publicado no Porto24, página dos "Cronistas do Bairro".

Assaltaram bar e tomaram pequeno-almoço com objetos furtados

O furto ocorreu na Rua Infante D. Henrique, uma das mais movimentadas e centrais da cidade, no Bar Tertúlia, às 4.56 horas, cerca de hora e meia após o enceramento. Os dois homens, um jovem e um outro elemento de 64 anos, emigrante em França, usaram pedras da calçada para partirem vários vidros da montra. Já no interior e depois de se terem cortado no vidro que partiram apoderaram-se de bebidas e aparelhagem de som. (…) Na pose dos objetos furtados, o duo de assaltantes foi tomar o pequeno-almoço a uma padaria da cidade. Encostaram a mesa de mistura e a garrafa de gin que exibiam sinais de sangue a um canto daquele estabelecimento de restauração.
Jornal de Notícias, 2 de Dezembro de 2015.